O homem deixa de ser mulherengo? Dicas INFALÍVEIS para conquistá-lo!

Reunião malandro 941005

O personagem, interpretado pelo ator Alexandre Borges na novela das 21h, Avenida Brasil, ressuscitou um modelo de cafajeste bem comum na dramaturgia: aquele que ama as suas mulheres sem fazer mal a elas e, mais que isso, com o desejo de ficar com todas. Com um je ne sais quoi típico do Don Juan, Cadinho vem provando o que muitas mulheres sabem: é quase impossível resistir ao charme desses homens. Seu envolvimento pseudo-amoroso com o seu cafajeste nunca lhe rendeu danos sentimentais. Ele pode estar namorando, mas a gente se encontra. Ele tem algo diferente, que o torna irresistível;, garante a advogada.

Apesar da grande maioria das mulheres, neste momento, darem muito mais importância à vida profissional em detrimento da viver amorosa, a maioria delas vive continuamente com esse peso em cima delas. Todas as mulheres têm a necessidade de partilhar a vida com alguém do seu lado, alguém para bem-querer, que esteja do seu lado nos momentos de riso e de lacrimação, partilhando todos os momentos do dia-a-dia e do futuro. Assim que conseguem identificar-se com alguém, o seu quesito de segurança é esquecido e acabam mesmo por se tornar bastante íntimas. Um dos motivos que leva as mulheres a procurarem homens interessantes com quem casar é a necessidade que estas têm em ter alguém do seu lado para o resto da vida, além da própria família e dos amigos, alguém mais íntimo e que partilhe consigo coisas que restante ninguém o faça.

No dia 20 de novembro é celebrado o Dia da Consciência Negra. Quanto resultado, lançamos uma série de entrevistas sobre a importância de se debater cada vez mais as questões raciais no Brasil. Meu primeiro contato restante profundo ocorreu através do livro Virou Regra? Como se aplica neste caso? Sempre em todas as revistas e propagandas, o branco é colocado quanto o mais bonito. E a pessoal também tem muito internalizado essa ideia de relacionamento de amor à primeira vista: conheço um estranho e já me apaixono por ele, como num conto de fadas. Por isso muitas mulheres acreditam que afetividade é somente sobre as decisões masculinas, isto é, mesmo com todas as exceções, eles precisam se ver como os protagonistas do relacionamento. Mas mesmo assim, por exemplo, um casal de dois homens gays — um negro e um branco — certamente, aquele com maior poder simbólico, vai poder tomar as decisões e fazer as escolhas. E infelizmente, muitas mulheres negras vivem neste triste dilema.

Leave a Reply

Your email address will not be published.